quarta-feira, 9 de abril de 2014

Bacalhau, ora pois!

                                                                                                                                                              Postado por: Marília

Não sei você aí, as eu amo bacalhau.
Aqui em casa o pessoal torce o nariz; daí que sou obrigada a comer sozinha - que pena!

Veja só se dá pra resistir:


Com batatas ao murro, cebolas e alhos assados e muuuito azeite (do bom)!


Preparei o meu rico bacalhau a moda portuguesa - mesmo. Isso significa dose extra de paciência e disciplina, porque a dessalga dura seis dias. Pode dizer que é loucura. Mas vale muito a pena.
Se quiser encarar o desafio, aí vai:

Lavei em água corrente para retirar o excesso de sal uma bela posta de bacalhau. Acomodei-o em uma travessa em que ficasse completamente submerso por água. Durante o tempo de molho, a pele deve ficar para cima, pois ficando por baixo, ela impedirá a eliminação do sal. Sacou? 

Coloquei o bacalhau na última prateleira da geladeira. Ao lado, coloquei uma outra tigela apenas com água. Segundo os portugueses, a água para o dessalgamento do bacalhau deve ser gelada. A cada 24h alternei o peixe de tigela, trocando a água do último molho.

No sexto dia (ufa!), retirei o bacalhau da água e descartei-a. Levei para assar em forno médio baixo, com a pele para baixo sobre uma grelha. Quando o bacalhau começou a "sorrir" tá no ponto. Assim ó:


Óia só que sorriso mais lindo!


Retirei do forno, removi as espinhas e mergulhei-o numa tigela com azeite honesto. Deixei descansar nesse "banho" de um dia para o outro.



Aqueçi o bacalhau neste azeite e sirvi com batatas ao murro, cebolas e alho assados.
Dá trabalho, mas vale muito a pena. Vai por mim.




Bom apetite!